Geral

Controle Integrado de Pragas: como garantir maior vedação em empresas e indústrias do segmento alimentício e farmacêutico

Por Assessoria de Imprensa

11/10/2021 às 09:49:57 - Atualizado há

Para eliminar eventuais focos de infestação por pragas e bactérias ou minimizar o uso abusivo de componentes químicos, empresas do segmento alimentício, como padarias, frigoríficos e restaurantes, além de indústrias farmacêuticas, devem ter o Controle Integrado de Pragas, também conhecido como CIP.

"As pragas existem desde sempre e são responsáveis por diversos riscos à saúde. Onde há manipulação, produção e consumo de alimentos ou medicamentos deve ter um controle rigoroso. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) estabelece algumas normas que devem ser seguidas pelas indústrias e de acordo com os seus segmentos", explica Giordania R. Tavares, diretora executiva da Rayflex, líder no mercado de portas rápidas. "Além dos danos causados à saúde, as pragas podem também trazer prejuízos financeiros para as empresas, como destruição do estoque, interrupções de todas as operações, imagem negativa da indústria perante ao mercado, além da baixa produtividade dos colaboradores devido à falta de segurança e limpeza industrial", comenta a executiva.

Então, para garantir o controle integrado de pragas a fim de evitar todos esses problemas, é preciso que haja o controle integrado de pragas urbanas e rurais se baseando em duas linhas de ação a serem colocadas em prática: medidas preventivas e corretivas. Enquanto a primeira consiste em treinamentos e o uso de produtos químicos para a limpeza e higienização, o segundo método cria estratégias para a captura dos animais e limitações físicas de vedação, na qual as portas rápidas podem auxiliar. Diversas vezes se faz necessário utilizar os dois métodos em conjunto para maior eficácia. O motivo para isso é que existem maneiras de ocorrer a contaminação dos produtos e, no caso de não serem feitas em doses corretas, o controle pode não ser eficaz e acarretar em novos problemas.

"Temos diferentes tipos de contaminação. A física, por exemplo, pode ocorrer devido a entrada de animais como roedores, pássaros e insetos no ambiente, já a biológica, através da proliferação das bactérias e fungos em ambientes com temperatura e umidade inadequadas. Para aplicar os métodos que auxiliam no Controle Integrado de Pragas, é necessário ter algumas informações, como o tipo e o grau de infestação, o ambiente que está inserido, as principais causas do aparecimento e os principais problemas ocasionados. A Rayflex entende a importância de garantir a higienização dos ambientes e a vedação completa dos ambientes e, desta forma, disponibiliza modelos de portas para ambientes internos e externos, fabricadas sob medida e com opção de abertura e fechamento automáticos, evitando assim a entrada de agentes externos", completa Giordania.

Comunicar erro
GG Notícias

© 2021 GG Notícias - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

GG Notícias