Carol Nakamura compartilha vídeo de casamento em quilombo no Jalapão com direito a chapéu e alianças de capim dourado

'Casamento improvisado' foi celebrado pelo guardião da Comunidade Quilombola de Mumbuca, em 2020.

Por GG Noticias em 23/06/2022 às 12:15:56

Carol Nakamura e o marido Guilherme Leonel, no Jalapão - Foto: Reprodução/Instagram

Um casamento improvisado no Jalapão, com direito a chapéu e alianças de capim dourado. Foi assim que Carol Nakamura celebrou o amor com Guilherme Leonel, durante uma viagem ao principal ponto turístico do Tocantins em 2020. O vídeo que mostra o momento foi compartilhado com os seguidores no Instagram, pela primeira vez, na manhã desta quinta-feira (23).

Na publicação ela escreveu: "Quando casei antes mesmo de casar. Aliança parceria da lojinha local 20 reais". A cerimônia improvisada aconteceu na Comunidade Quilombola de Mumbuca, antes do casamento oficial realizado em novembro de 2020.

Carol Nakamura e o marido Guilherme Leonel, no Jalapão — Foto: Reprodução/Instagram

Carol Nakamura e o marido Guilherme Leonel, no Jalapão — Foto: Reprodução/Instagram

Nas imagens, Carol aparece com um vestido branco de renda carregando um buquê de capim dourado. Ela e Guilherme usaram chapéus feitos artesanalmente do capim que é plantado na região.

A celebração teve como trilha o som da viola de buriti, tocada pelo artista tocantinense Maurício Ribeiro da Silva, que morreu no ano passado vítima de Covid-19. Ele era conhecido por tocar a viola feita a partir da palmeira encontrada com abundância na beira dos rios da cidade de Mateiros. A técnica era uma herança do avô que começou a fabricar o instrumento de forma artesanal em 1940.

O casamento foi celebrado pelo guardião da comunidade, Juraci Ribeiro Matos. Guardião é uma pessoa que conhece o território de forma profunda e escolhe outros guardiões, geralmente em segredo. É aquele que guarda e que cuida do lugar.

Carol Nakamura improvisa casamento no Jalapão — Foto: Divulgação/Arquivo pessoal/Carol Nakamura

Carol Nakamura improvisa casamento no Jalapão — Foto: Divulgação/Arquivo pessoal/Carol Nakamura

Durante a cerimônia, eles trocaram as alianças também feitas de capim dourado. O casamento foi realizado na frente da associação dos artesãos da comunidade Mumbuca.

O capim é plantado no Jalapão e a colheita é realizada apenas uma vez por ano, nos meses entre setembro e novembro. As peças fabricadas com o capim dourado, como joias, bolsas e objetos de decoração, são vendidas em todo o Brasil e até em outros países.

A comunidade Mumbuca faz casamentos programados para turistas. Não é cobrado nada pela cerimônia. Segundo os moradores, essa é uma forma de abençoar o amor dos visitantes. Geralmente, a celebração tem músicas românticas e presentes simbólicos para os noivos, como sementes, maniva de mandioca ou uma planta medicinal.

No mês de julho, dois casamentos foram programados para acontecer em noites de fogueira. Julho é o mês mais frio na região, então a comunidade aproveita para fazer fogueira, comer batata, mandioca assada e contar histórias.

Registros no Jalapão

Carol Nakamura em fervedouro do Jalapão — Foto: Reprodução/Instagram

Carol Nakamura em fervedouro do Jalapão — Foto: Reprodução/Instagram

Carol Nakamura sempre compartilha com os seguidores fotos e vídeos nas cachoeiras, fervedouros e outros pontos do Jalapão. Em uma foto de #tbt publicada em julho do ano passado, ela diz: "O melhor lugar do mundo - Jalapão".

Em outra foto, ela escreve: "O melhor lugar do mundo, sabe onde é?"

Carol Nakamura no Jalapão — Foto: Reprodução/Instagram

Carol Nakamura no Jalapão — Foto: Reprodução/Instagram

Fonte: G1 TO

Comunicar erro
UnirG

Comentários

Anuncie