Vendedor de acarajé vira modelo internacional nas passarelas da Europa

Por GG Noticias em 01/08/2022 às 18:00:00

Matheus foi vendedor de acarajé em Feira de Santana (BA) e hoje brilha como modelo internacional - Foto: reprodução Instagram @matheus.hava

A vida ex-vendedor de acarajé Matheus Hava, de 25 anos, deu uma reviravolta e tanto. Nascido em Feira de Santana, na Bahia, ele virou modelo e tem sido um nome forte na moda internacional, desfilando para grandes marcas.

Matheus ele desfila para marcas como Calvin Klein, Lacoste e Dior, estampa diferentes editoriais e publicações no exterior e está fazendo sucesso nas passarelas da Europa.

O modelo internacional vem uma família muito humilde. Com apenas 6 anos ele precisou aprender a conciliar os estudos com o trabalho de vendedor de acarajé para ajudar no sustento da casa: "O trabalho como ambulante foi essencial para chegar até aqui, me tornar quem sou e lutar para conquistar os meus maiores sonhos", contou.

Teve que trancar a faculdade

O que Matheus Hava não imaginava é que a veia empreendedora da mãe seria o fio condutor para a "ligação direta" com o sonho dele de ser modelo.

O menino baiano cresceu e tentou conciliar o curso de Administração ao trabalho em uma academia. Mas a necessidade de ajudar o negócio da família falou mais alto e ele precisou trancar a faculdade.

Quando completou 20 anos, o jovem se mudou para o Rio de Janeiro, na tentativa de conseguir oportunidades melhores.

Sem ter como se sustentar, ele foi morar com uma prima por três meses, até que conseguiu um estágio através do programa do governo Jovem Aprendiz.

Matheus conta que sempre soube que não era aquilo que queria, mas, como ele mesmo diz: "Pagava as contas".

Vendedor ambulante no Rio

Como todos os jovens que passam pelo programa social, Matheus também tinha um tempo de contrato e, logo que encerrou, ele decidiu que não voltaria para a Bahia.

Para se sustentar, foi trabalhar como vendedor ambulante no Rio de Janeiro. O jovem aproveitou o conhecimento de família, usou a receita da mãe e começou então a vender acarajé na cidade carioca.

Com o tempo, Matheus passou a investir também na venda de pãezinhos e outras iguarias que o fizeram conquistar a chamada independência financeira: "Cheguei a carregar mais de 60 sacolés, pães e bolos numa térmica […] Tudo produção minha", relembra.

Com a chegada da pandemia, Matheus viu as vendas diminuírem cada vez mais. As contas precisavam ser pagas e, já que desistir não era uma opção, ele arranjou um trabalho numa fintech. Foi aí que decidiu, em paralelo, apostar no sonho de modelar.

Primeiro contrato como modelo

O sonho de ser modelo só crescia e como não tinha um agente, o próprio Matheus dedicava o tempo nos dias de folga para enviar cadastros e fotos para agências.

Foi nessa peregrinação, que a WAY Model, de Anderson Baumgartner, se interessou pelo rapaz e o chamou para uma seletiva.

"Quase não acreditei. Eu sonhava com esse momento. Eu estudava inglês sozinho, porque sabia que um dia iria precisar. Eu analisava vídeos de runway walk para me inspirar", conta o modelo, que rapidamente foi aprovado pela agência

Entre um trabalho e outro, Matheus viu a necessidade de deixar o Rio para viver em São Paulo. Não demorou muito, ele recebeu o convite para assinar com uma agência alemã.

Carreira internacional

Foi no exterior, que o jovem começou a chamar mais atenção e agradou estilistas e marcas. Ele recebeu convites para modelar na Inglaterra.

Atualmente, é requisitado pelas grifes mais famosas do mundo, e a rotina dele se tornou uma ponte aérea sem fim – assim como o orgulho da trajetória.

Foto: reprodução Instagram @matheus.hava

De vendedor de acarajé a modelo internacional – Foto: reprodução Instagram @matheus.hava

Foto: reprodução Instagram @matheus.hava

Foto: reprodução Instagram @matheus.hava

Foto: reprodução Instagram @matheus.hava

Foto: reprodução Instagram @matheus.hava

Foto: reprodução Instagram @matheus.hava

Foto: reprodução Instagram @matheus.hava

Fonte: Só Notícia Boa

Comunicar erro

Comentários

Anuncie