Roteiro TO Turismo

7 coisas que você deve fazer em Natividade do Tocantins

Cidade, que é a mais antiga do estado, tem atrativos naturais, históricos e culturais

Por Fernanda Cappellesso

19/07/2021 às 09:24:55 - Atualizado há

Natividade, há 218 Km de Palmas, é considerada o berço histórico do estado do Tocantins. Com população estimada, em pelo IBGE em 2019, em 9 244 habitantes, o município, que tem 287 anos, completados no último dia 1 de Junho, é considerado o local onde as raízes do novo estado brasileiro foram fixadas. A cidade surgiu do antigo Arraial de São Luiz, que ficava localizado no topo da serra que fica logo ao lado da cidade,. Com a transformação do Arraial em núcleo urbano, em 1734, a cidade se tornou a mais antiga fundado no estado do Tocantins.

O belo conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico de Natividade foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), em 1987. A cidade faz parte do Programa Monumenta, do Ministério da Cultura (MinC), que visa à recuperação e preservação do patrimônio histórico brasileiro.

A religiosidade é uma importante marca de Natividade com festejos como a Romaria de Nosso Senhor do Bonfim, considerada a maior festa religiosa do Estado, e a Festa do Divino Espírito Santo de Natividade. Ainda, a cidade guarda as ruínas da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, construção iniciada pelos escravos no século XVIII, mas que não chegou a ser concluída.

É possível chegar a natividade, que abriga atrativos naturais, históricos e culturais capazes de surpreender e encantar todo tipo de viajante, por meio das rodovias BR-010/TO-050 e a TO-280. Natividade é também porta de entrada para as Serras Gerais do Tocantins. Diante de tanta riqueza, fizemos questão de dedicar um espaço especial para esta cidade no Curta TO e preparamos dicas sobre o que fazer no município. Confira!


1. Ruínas da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos



A Igreja começou a ser construída pelos negros escravizados no início do século XVIII e nunca foi finalizada, porque no momento da abolição da escravatura eles abandonaram a obra e novos trabalhadores nunca foram contratados para finalizá-la. É um dos monumentos mais representativos do Tocantins.

Toda em pedra sabão possui os arcos da entrada central feitos com grandes tijolos especiais da época. A construção parou em 1817, mas essas ruínas em Natividade continuam sendo uma das referências da presença de comunidades negras no Tocantins, o coração do Brasil. Não deixe de visitar as ruínas à noite também quando elas recebem uma iluminação especial.


2. Igreja Matriz de Nossa Senhora da Natividade



Do altar, a imagem barroca de Nossa Senhora da Natividade, padroeira do Tocantins abençoa quem visita a Igreja. A imagem veio de Portugal e, provavelmente, foi transportada pelo rio Tocantins até chegar ao arraial de Natividade.


3. Conferir como são feitas as jóias em filigrana


Natividade possui minas de ouro em atividade até hoje e se destaca pela produção artesanal de jóias em filigrana. A filigrana é uma técnica de influência portuguesa, que usa fios de ouro e prata na confecção de jóias. Não deixe de visitar a Ourivesaria Mestre Juvenal, para conferir de perto o delicado e minucioso trabalho desses verdadeiros artistas. O resultado são peças belíssimas.

4. Experimentar o Amor-Perfeito


Quem vai a Natividade tem que conhecer a outra jóia da cidade, feita há anos por tia Naninha. O amor-perfeito é um biscoito assado em forno a lenha, marca registrada da cidade. Produzido há mais de 100 anos, o biscoito ganha força todos os dias em uma cozinha construída no quintal da casa da doceira Tia Naninha. Ela aprendeu com a mãe e, hoje, aos 75 anos, ensina o que sabe a 14 funcionários. Mais de 4 mil biscoitos são feitos por dia, mas mesmo com toda a fama, a produção se mantém de forma artesanal, manualmente, em gamelas de madeira, sem máquinas, sem luxo.

5.Conhecer a Dona Romana no Centro Bom Jesus de Nazaré


Outro passeio interessante é visitar o centro místico Bom Jesus de Nazaré, conhecido popularmente como Sítio da Jacuba. O lugar abriga estátuas feitas com pedras, desenhos de seres espirituais. Tudo feito por Dona Romana à partir de visões espirituais que ela tem.

Na novela da Globo ' O Outro lado do Paraíso', que foi gravada no Tocantins, o o Brasil acompanhou com destaque a personagem Mercedes, uma senhora que ouve vozes que anunciam acontecimentos futuros, vivida pela atriz Fernanda Montenegro. Ela foi inspirada em dona Romana, uma famosa vidente e líder espiritual que mora na cidade histórica de Natividade. "Não é eu que mando. São eles?", costuma contar Dona Romana quando questionada sobre as vozes que ouve.

Ela mora no sítio Jacuba, há 5 km do centro histórico de Natividade. O território sagrado tem vários mistérios. No local, a orientação é entrar pela esquerda e sair pela direita. As esculturas feitas de pedra canga foram erguidas por dona Romana. Há mais de 30 anos, de acordo com Dona Romana, as vozes mandaram ela largar tudo para seguir em uma missão. Diz que "eles" são três curadores, mas não sabe dizer o que são: anjos, espíritos, vozes do além.

6. Conhecer o Museu Municipal de Natividade


No museu, cujo prédio foi construído na época imperial para funcionar como cadeia pública, é possível conhecer sobre a história da ocupação da região e seu patrimônio cultural.

7. Ecoturismo em Natividade


Natividade reserva agradáveis surpresas para os amantes da natureza. A cidade tem grande potencial para o ecoturismo, com trilhas, praias fluviais e cachoeiras. Além de ter rica diversidade da flora e fauna. A Cachoeira do Paraíso, tem diversas quedas d´água e piscinas naturais, fica a 7km do centro de Natividade. Ela é acessada através de uma trilha de grau moderado, nível 3, com subidas íngremes.

Comunicar erro
GG Notícias

© 2021 GG Notícias - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

GG Notícias