Tocantins Educação

Aliança do Tocantins aprova implantação de metodologia dos colégios militares

Implantação da metodologia foi aprovada em consulta pública realizada com a equipe da unidade de ensino e com a comunidade em ger

Por GG Notícias

18/06/2021 às 09:33:09 - Atualizado há

Em consulta pública realizada nesta quinta-feira, 17, a comunidade escolar de Aliança do Tocantins aprovou a implantação da metodologia dos colégios militares na Escola Estadual Nossa Senhora do Carmo. Com a aprovação, o trabalho na unidade de ensino passa a ser realizado pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) e a Polícia Militar (PM) do Estado do Tocantins.

"Os colégios militares do Estado do Tocantins fazem parte de uma política educacional abraçada pela gestão Mauro Carlesse, que trabalha com os currículos orientados pela metodologia da rede estadual de ensino, norteados pela Base Nacional Comum Curricular [BNCC], alinhada com a disciplina militar", explicou a titular da Seduc, Adriana Aguiar, reforçando a importância da parceria Seduc e PM.

Representando o comandante-geral da Polícia Militar do Tocantins, coronel Júlio Manoel da Silva Neto, o capitão Thiago do Nascimento, que também é diretor do Colégio Militar Costa e Silva, apresentou a proposta da metodologia que será adotada. "Trabalhando pautado na disciplina, fortalecemos ainda mais o trabalho que já é desenvolvido nas salas de aula nas escolas da rede estadual de ensino. É um trabalho de parceria, em que os envolvidos primam pelo bom desempenho dos estudantes, pontuou.

Com mais de 45 anos de história, a Escola Estadual Nossa Senhora do Carmo atende um quantitativo de 220 estudantes, matriculados do 7º ao 9º ano do Ensino Fundamental e na Educação de Jovens e Adultos (EJA), segundo segmento – equivalente às quatro últimas séries do Ensino Fundamental e terceiro segmento - todo o Ensino Médio. A unidade de ensino também conta com duas salas de recursos multifuncionais e entra em uma nova fase, com a consulta pública para a implantação da metodologia dos colégios militares.

A auxiliar administrativa Genilda Santos Barreto tem uma filha matriculada na unidade de ensino e falou das suas expectativas com o novo formato de ensino. "Eu tenho muito interesse nesse modelo, pois gera uma mudança na disciplina e reflete no aprendizado de uma forma muito positiva para nós. Tenho uma amiga que tem um filho que estuda em uma escola militar em Palmas e ela fala muito bem do Colégio Militar", destacou.

A professora de Geografia e História Verônica Josefa da Silva destacou que a escola tem uma grande oportunidade de ter uma procura maior pelos estudantes. "Hoje a nossa referência é a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e eu vejo que se tornando um colégio militar, vai aumentar a procura dos alunos. Os pais querem esse sistema com mais disciplina. É um grande privilégio para nós", pontuou.

Colégios Militares

Atualmente, o Tocantins conta 20 colégios militares, distribuídos nos seguintes municípios: Araguaína, Arraias, Araguatins, Augustinópolis, Colinas, Dianópolis, Taguatinga, Alvorada, Gurupi, Palmeirópolis, Guaraí, Miracema, Palmas, Cristalândia, Paraíso, Porto Nacional e Pindorama; e cinco unidades de ensino do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, distribuídas nos seguintes municípios: Palmas, Gurupi, Paraíso (2 unidades) e Formoso do Araguaia.

Presenças

A consulta pública contou com a participação do prefeito de Aliança do Tocantins, Elvis Moreira Guimarães; do tenente coronel Welder Messias Cavalcante, representando o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Toinho Andrade; e da diretora regional de Educação, Juventude e Esportes, Cláudia Moreira.

Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

GG Notícias

© 2021 GG Notícias - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

GG Notícias