Gurupi Dengue

Câmara Municipal discute inclusão dos quiosques de parques como Patrimônio Cultural Imaterial de Goiânia

De autoria do vereador Lucas Kitão (PSD), projeto foi aprovado, em primeira votação, na quarta-feira (6)

Por Fernanda Cappellesso em 07/04/2022 às 04:45:40

A Câmara aprovou, em primeira votação, nesta quarta-feira (6), o projeto de lei que declara a gastronomia e a cultura dos quiosques de parques da capital como Patrimônio Cultural Imaterial de Goiânia. O texto segue em tramitação na Casa.

De autoria do vereador Lucas Kitão (PSD), a proposta atribui aos quiosques um papel fundamental para formação do estilo de vida goianiense, à medida que funcionam como pontos de lazer, encontro e gastronomia aos moradores.

Ao destacar a importância histórica dos quiosques, o parlamentar lembra que eles representam uma tradição transmitida entre gerações – fazendo parte, portanto, da identidade de quem vive na cidade. Ainda segundo Kitão, esses empreendimentos contribuem para o respeito à diversidade cultural e à criatividade humana. Por fim, o vereador explica que o projeto também pretende valorizar aqueles que trabalham em quiosques e pit dogs.

"Goiânia destaca-se por ter sido pensada para ser cidade-jardim. Os quiosques nos parques são uma espécie de ponto turístico e tornam nossa vida mais leve. Este (o projeto) é um passo que damos para valorizar famílias que dependem de quiosques, pit dogs e de todas essas estruturas que já fazem parte do patrimônio histórico e cultural da nossa capital", argumenta Lucas Kitão.

*Com informações da assessoria de comunicação do vereador

Comunicar erro
UnirG

Comentários

Anuncie