Governo do Tocantins firma parceria de R$ 1,5 bilhão com o Banco Mundial para impulsionar agricultura familiar e desenvolvimento do Estado

Investimento inicial de US$ 330 milhões fortalecerá infraestrutura, agricultura familiar, turismo, construções sustentáveis e energias renováveis

Foto: Aldemar Ribeiro

Foto: Aldemar Ribeiro

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Planejamento e Orçamento (Seplan), deu um passo importante rumo ao desenvolvimento do estado ao firmar uma parceria estratégica com o Banco Mundial. O projeto Tocantins Produtivo, que está em fase de conclusão e com execução prevista para o início de 2024, receberá um investimento inicial de aproximadamente R$ 1,5 bilhão (US$ 330 milhões) nas áreas de infraestrutura rodoviária, agricultura familiar, desenvolvimento do turismo, construções sustentáveis com carbono zero e utilização de energias renováveis.

Foto: Aldemar Ribeiro

A reunião entre representantes do Governo do Tocantins e do Banco Mundial aconteceu no gabinete do governador Wanderlei Barbosa, com a participação do secretário Sergislei Silva de Moura, da Seplan, e outros líderes de pastas e autarquias envolvidos na execução do projeto. O governador expressou sua gratidão pela visita do representante do Banco Mundial e reforçou o compromisso em dar início aos trabalhos o mais rápido possível. Ele ressaltou a atenção especial que o projeto dedica aos pequenos e médios produtores rurais do estado, enfatizando as políticas implementadas para apoiá-los, como a doação de insumos e assistência técnica.

Secretário do Planejamento e Orçamento Sergislei Silva de Moura - Foto: Aldemar Ribeiro

O Banco Mundial já realiza projetos semelhantes em outros estados do Brasil, buscando fortalecer a infraestrutura rodoviária de forma segura e resiliente, adaptada às mudanças climáticas, e apoiando o desenvolvimento dos pequenos agricultores. O objetivo é proporcionar renda e oportunidades para esses produtores nas regiões em que vivem. Com a continuidade das obras nas rodovias do Tocantins, o projeto visa estabelecer a agricultura familiar, gerando renda e desenvolvimento para os pequenos agricultores e pecuaristas do estado.


Representante do Banco Mundial Carlos Bellas - Foto: Aldemar Ribeiro

Na área da agricultura familiar, o investimento previsto é de aproximadamente R$ 300 milhões, com foco em logística, melhoria na qualidade dos insumos e sementes, acompanhamento técnico e fomento ao associativismo. O projeto visa atender mais de 20 mil pequenos produtores com assistência técnica, insumos, equipamentos, capacitação e treinamento. Além disso, está prevista a estruturação de um centro de capacitação no Centro Agrotecnológico de Palmas, buscando fortalecer a cadeia produtiva e trazer qualidade de vida e dignidade para os agricultores do Tocantins.


Secretário de Agricultura e Pecuária Jaime Café - Foto: Aldemar Ribeiro

A parceria entre a Secretaria de Agricultura e Pecuária (Seagro) e a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) representa a integração de dois pilares importantes para o desenvolvimento do estado. O governador Wanderlei Barbosa enfatiza a importância de melhorar o estado de forma integralista, fortalecendo tanto a infraestrutura rodoviária quanto a produção agropecuária de pequeno porte.


Presidente da Agência Tocantinense de Transportes e Obras Márcio Pinheiro - Foto: Aldemar Ribeiro

O projeto Tocantins Produtivo é uma continuação das ações financiadas pelo Banco Mundial nos últimos 15 anos no estado, como o Projeto Desenvolvimento Rural Sustentável (PDRS) e o Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado Sustentável (PDRIS). O objetivo é aproveitar os resultados e o potencial do Tocantins, buscando a aprovação do projeto na Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. Com a execução do projeto prevista para o início de 2024, espera-se que o Tocantins alcance um novo patamar de desenvolvimento sustentável e progresso para todos os seus habitantes.