Disputa acirrada pela vaga de PGR: Paulo Gustavo Gonet Branco desponta como favorito com apoio de Gilmar Mendes

Nicolao Dino, irmão do ministro Fl√°vio Dino, tamb√©m est√° na corrida, enquanto Augusto Aras enfrenta obst√°culos em busca de uma poss√≠vel reeleição.

Foto: Iusef Soares

Foto: Iusef Soares

A disputa pela vaga de Procurador-Geral da Rep√ļblica (PGR) ganha contornos cada vez mais intensos nos bastidores pol√≠ticos de Bras√≠lia. Desde a campanha eleitoral, o presidente Lula deixou claro que não respeitaria a lista tr√≠plice da Associação Nacional dos Procuradores da Rep√ļblica (ANPR) para a sucessão de Augusto Aras na PGR. Com apenas tr√™s candidatos na lista deste ano, a votação ser√° meramente uma formalidade para definir a ordem do trio. Sem a lista como refer√™ncia, campanhas informais começam a surgir nos corredores da capital.

Dentre os candidatos, o vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gustavo Gonet Branco, desponta como o mais bem cotado para ocupar a vaga. Sua representação do Ministério P√ļblico Eleitoral no julgamento que considerou o ex-presidente Jair Bolsonaro ineleg√≠vel reforçou sua visibilidade e influ√™ncia nesse cen√°rio. Além disso, Gonet Branco conta com o apoio de Gilmar Mendes, decano do Supremo Tribunal Federal, com quem j√° foi sócio no Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), e dos renomados advogados que compõem o grupo Prerrogativas.

Na disputa, também corre por fora Nicolao Dino, procurador e irmão do ministro da Justiça e Segurança P√ļblica, Fl√°vio Dino. O √ļnico empecilho apontado pelo presidente Lula é o parentesco, mas isso não diminui as chances de Dino, que j√° esteve presente em duas listas tr√≠plices anteriores (2017 e 2021). Carlos Frederico Santos, procurador respons√°vel pelo grupo de investigação dos atos de 8 de janeiro, também é um nome elogiado, porém sua proximidade com o atual procurador-geral da Rep√ļblica pode pesar negativamente em sua candidatura.

Por fim, existe a possibilidade de Augusto Aras permanecer no cargo, mas a cumplicidade demonstrada com o ex-presidente Jair Bolsonaro deve frear suas pretensões de uma poss√≠vel reeleição. O cen√°rio pol√≠tico promete ser intenso e repleto de reviravoltas nos próximos meses, à medida que a disputa pela vaga de PGR se desenrola.