Tocantins é o Segundo Estado Brasileiro com Maior Percentual de Índios em Terras Indígenas

Censo 2022 revela dados surpreendentes sobre a população indígena no Tocantins, destacando a preservação cultural e ações de proteção aos povos originários.

Foto: Seleucia Fontes

Foto: Seleucia Fontes

O Censo 2022 trouxe revelações impactantes sobre a presença dos povos indígenas no Brasil, e o Tocantins surpreendeu ao ser o segundo estado com o maior percentual de indígenas vivendo dentro de terras indígenas. De acordo com os dados coletados, 75,98% da população indígena residente no estado encontram-se dentro de áreas demarcadas. Essa porcentagem coloca o Tocantins atrás apenas do Mato Grosso, que apresenta 77,39% de indígenas em terras delimitadas.

O Censo é uma pesquisa realizada pelo IBGE que oferece uma ampla coleta de dados sobre a população brasileira, permitindo traçar um perfil socioeconômico do país e compreender o cotidiano dos brasileiros.

Os números do Censo apontam que o Tocantins abriga 20.023 indígenas, distribuídos em nove etnias: Karajá, Xambioá, Javaé (que formam o povo Iny), Xerente, Apinajè, Krahô, Krahô-Kanela, Avá-Canoeiro (Cara Preta) e Pankararu. A preservação da língua e das tradições culturais varia conforme cada povo e histórico de sobrevivência.

Dentre as cidades tocantinenses que concentram a maior quantidade de indígenas, Tocantínia lidera com 4.086 habitantes indígenas, seguida por Goiatins com 2.650 e Tocantinópolis com 2.352.

Foto: Thiago Sá

O nome "Tocantins" possui origem tupi e significa "bico de tucano", evidenciando a importância da cultura indígena na história do estado. Além disso, a própria capital, Palmas, possui uma praça com painéis que homenageiam as etnias.

Visando à proteção e preservação dos povos originários tradicionais, o Tocantins criou uma secretaria dedicada a esses propósitos, sendo Narubia Silva Werreria Karajá a primeira indígena a assumir tal posição. A secretaria tem o objetivo de desenvolver projetos que promovam a política estadual de proteção aos povos originários e tradicionais em todas as áreas.

O Censo 2022 também trouxe dados sobre a população quilombola, com 1.327.802 quilombolas em todo o Brasil, o equivalente a 0,65% da população residente no país. No Tocantins, foram contabilizados 12.881 quilombolas, com destaque para a cidade de Mateiros, na região do Jalapão, onde 43,3% da população pertence a esse grupo étnico.

As informações coletadas pelo Censo são fundamentais para entendermos a diversidade cultural e étnica do Brasil, além de orientar políticas públicas voltadas à preservação e valorização de nossos povos tradicionais. Através de ações de proteção e conscientização, o Tocantins busca honrar a riqueza cultural de sua população indígena e quilombola.