MPTO e Sebrae Unem Forças para Empoderar Mulheres Vulneráveis através do Empreendedorismo

Ministério Público do Tocantins e Sebrae firmam acordo visando capacitar mulheres em situação de vulnerabilidade através do projeto "Força Mulher", promovendo independência financeira e empoderamento

Foto: Marcelo de Deus

Foto: Marcelo de Deus

Na última quarta-feira (9), um marco importante foi estabelecido em prol das mulheres em situação de vulnerabilidade no Tocantins. O Ministério Público do Tocantins (MPTO) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) selaram um Termo de Cooperação Técnica com o objetivo de fortalecer ações conjuntas que impulsionem o empreendedorismo e promovam a independência financeira das mulheres tocantinenses.

O Termo de Cooperação consagra uma parceria entre o MPTO, por meio do Núcleo Maria da Penha, e o projeto "Força Mulher" do Sebrae. Esse projeto oferece oportunidades de cursos profissionalizantes para mulheres, com foco em diferentes municípios do estado. Através da identificação e indicação de assistidas pelo MPTO, o objetivo é proporcionar capacitação e aprendizado que permitam que essas mulheres conquistem uma autonomia financeira significativa.

O procurador-geral de Justiça, Luciano Casaroti, e Luciana Pires Retes, coordenadora estadual do projeto "Força Mulher", estiveram presentes na assinatura do termo. Também presente estava a promotora de Justiça Renata Castro Rampanelli, coordenadora do Núcleo Maria da Penha, que já lidera o projeto "Recomeçar é Preciso", focado na capacitação profissional de mulheres em situação de violência.

Foto: Marcelo de Deus

Para a promotora Renata Rampanelli, a colaboração entre o MPTO e o projeto do Sebrae representa um passo importante para ampliar o alcance e o impacto do trabalho. O procurador-geral de Justiça, Luciano Casaroti, destacou a relevância da parceria para oferecer apoio eficaz às mulheres mais necessitadas. Ele afirmou que o Ministério Público sempre se coloca à disposição para colaborar com acordos que beneficiem os cidadãos tocantinenses.

O projeto "Força Mulher" do Sebrae já está em vigor em 98 cidades do Tocantins, beneficiando cerca de 2 mil mulheres. Luciana Pires Retes, coordenadora do projeto, compartilhou que esses cursos não apenas proporcionam renda, mas também resgatam a dignidade e empoderam as mulheres. Ela destacou que, além de beneficiar as mulheres diretamente, o impacto se estende às suas famílias, inspirando filhos e criando um ciclo de independência.

Neste acordo entre o MPTO e o Sebrae, a união de esforços visa muito mais do que capacitação profissional – busca-se transformar vidas, trazendo empoderamento e confiança a mulheres que enfrentam desafios únicos. Enquanto o "Força Mulher" do Sebrae planta as sementes do empreendedorismo, o MPTO atua como um parceiro comprometido com a transformação social. Juntos, eles moldam um futuro mais promissor e igualitário para as mulheres tocantinenses.