Defensoria Pública do Tocantins promove Mutirão de Investigação de Paternidade com Testes de DNA Gratuitos: Inscrições Abertas até 24 de Agosto

O Projeto Meu Pai Tem Nome, coordenado pela DPE-TO, realizará mutirão em diversas cidades do estado, oferecendo assistência jurídica e testes de DNA gratuitos para reconhecimento de paternidade. Saiba como participar!

Foto: Cléo Oliveira

Foto: Cléo Oliveira

A Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) está preparando um evento impactante em prol da justiça e do reconhecimento de vínculos familiares. No próximo dia 25, nas cidades de Palmas, Araguaína, Gurupi, Paraíso do Tocantins e Porto Nacional, a instituição promoverá um grandioso mutirão de atendimentos jurídicos. O foco dessa ação? Investigação e reconhecimento de paternidade, com um bônus especial: testes de DNA gratuitos.

Essa iniciativa visionária é parte do projeto "Meu Pai Tem Nome", uma ação nobre coordenada pelo Conselho Nacional de Defensoras e Defensores Públicos-Gerais (Condege), trazida para a realidade tocantinense pela DPE-TO. A essência do projeto está em proporcionar respostas, conexões e direitos, especialmente aqueles relacionados ao elo inquebrável entre pais e filhos.

E o acesso a essa oportunidade está a um passo de distância. Para participar do mutirão e usufruir da orientação jurídica e dos testes gratuitos de DNA, é necessário se inscrever presencialmente em uma das unidades de atendimento da Defensoria Pública até o dia 24 de agosto. As inscrições estão abertas para aqueles que se encaixam no perfil de assistidos pela Instituição, e os critérios podem ser conferidos detalhadamente no site oficial (clique aqui para conferir).

O Tocantins não mede esforços quando o assunto é a busca pela verdade e pelo estabelecimento de laços familiares. As atividades do mutirão serão conduzidas pela 2ª Subdefensoria Pública Geral do Estado e contam com a participação ativa das equipes dos Núcleos de Mediação e Conciliação (Numecons). Uma aliança poderosa em prol da justiça e da construção de um futuro mais sólido e digno para todos os tocantinenses.

Mas as ações não se limitam apenas às grandes cidades. No dia 26 de agosto, o atendimento itinerante chega a Aliança do Tocantins, levando consigo a mesma determinação de desbravar barreiras e estreitar vínculos. E a beleza desse dia é que, em Aliança, não é necessário agendamento prévio para receber a assistência necessária.

Uma aliança verdadeira também se forma nos bastidores, possibilitando a realização dos testes gratuitos de DNA. A Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Estado do Tocantins (Adpeto) e o Sindicato dos Servidores da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (Sisdep) desempenham um papel crucial nesse processo, ao custear os exames para as pessoas assistidas.