Operação Policial na Ilha do Bananal: Quase 100 kg de Pescados Apreendidos e Suspeito Preso por Pesca Ilegal

Denúncia anônima leva equipes do batalhão ambiental a flagrante de pesca ilegal na região da Ilha do Bananal, resultando na apreensão de quase 100 kg de peixes e na prisão de um homem

Foto: PM/TO

Foto: PM/TO

Uma operação policial desencadeada a partir de uma denúncia anônima resultou na apreensão de quase 100 kg de pescados na região da Ilha do Bananal, bem como na prisão de um indivíduo suspeito de envolvimento em pesca ilegal. A ação foi executada pelas equipes do batalhão ambiental de Sandolândia e Araguaçu e ocorreu durante a madrugada deste domingo (27).

A denúncia revelou que uma caravana composta por pelo menos três veículos e cerca de 12 pessoas estava realizando pescas ilegais na Ilha do Bananal há mais de três dias. Com base nessas informações, as equipes da Polícia Militar Ambiental montaram uma barreira na região, aguardando a chegada do grupo.

Apesar de o grupo não ter atingido o ponto da barreira, os policiais decidiram se deslocar para as proximidades da Barra do Rio Verde, localizada na Ilha do Bananal. Foi nesse momento que se depararam com a caravana em questão.

Foto: PM/TO

Durante a abordagem, os policiais identificaram uma carretinha acoplada a um dos carros, contendo duas caixas térmicas. Ao inspecionar o conteúdo das caixas, os agentes descobriram a presença de 98 kg de pescados, abrangendo diferentes espécies como tucunaré, surubim, piau, piranha e pirosca.

O responsável pela condução do veículo, um homem de 36 anos, assumiu a propriedade da carga de pescados. Em decorrência disso, ele foi detido em flagrante por transporte ilegal de pescado e encaminhado à Central de Flagrantes de Alvorada, localizada no sul do estado. O suspeito também foi multado em R$ 6.960 pelo crime ambiental cometido.

Vale ressaltar que, de acordo com a Polícia Militar, a legislação vigente permite o transporte de apenas um exemplar de peixe por pescador devidamente licenciado, conforme regulamentado pela portaria do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins).

A operação policial na Ilha do Bananal destaca a importância da fiscalização ambiental na preservação dos recursos naturais e na promoção da sustentabilidade. A apreensão dos pescados e a prisão do suspeito demonstram o compromisso das autoridades em combater atividades ilegais que possam ameaçar a biodiversidade e o equilíbrio dos ecossistemas da região.