Empresário envolvido em acidente fatal conquista liberdade mediante fiança de R$ 26 mil

Acidente trágico ceifa a vida de uma mulher e deixa marido e bebê feridos.

Foto: TJ/TO

Foto: TJ/TO

Uma tragédia envolvendo um acidente grave na movimentada avenida Teotônio Segurado, em Palmas, abalou a comunidade neste sábado, dia 14. O choque trágico resultou na perda de uma vida e deixou marido e uma bebê feridos. O empresário Gilson Antônio do Couto, detido após o incidente, foi libertado mediante fiança estipulada em 20 salários mínimos, equivalente a pouco mais de R$ 26 mil, após passar por uma audiência de custódia.

O advogado Tércio Skeff Cunha, representante de Gilson Antônio, comunicou que seu cliente está profundamente entristecido com o ocorrido e está comprometido em fornecer todo apoio e solidariedade necessários às partes envolvidas no trágico acidente.

A colisão foi fatal para Maiara Pereira dos Santos, deixando o marido, Maicon, e a filha do casal, uma bebê de poucos meses chamada Rainiara Michele, gravemente feridos. Os três estavam em uma motocicleta quando foram atingidos por uma picape dirigida por Gilson.

A moto era conduzida por Maicon, que possuía apenas um braço, exigindo uma adaptação especial no veículo. Segundo a Polícia Militar, ele não possuía habilitação para dirigir.

Foto: Evandro Mendes

Ainda na sequência do impacto, e segundo informações da Agência Municipal de Trânsito, o empresário Gilson Antônio tentou empreender fuga, mas foi alcançado e detido. As autoridades da Secretaria de Segurança Pública relatam que o empresário exibia claros sinais de embriaguez, embora não tenha sido conduzido a um teste de bafômetro.

Durante a audiência de custódia, o promotor de Justiça se manifestou favorável à liberdade provisória do empresário. Consequentemente, o juiz acatou a recomendação e determinou a fiança para cobrir as despesas processuais. Adicionalmente, reforçou a responsabilidade do empresário em cobrir as despesas relacionadas às vítimas.

O acidente, ocorrido na tarde deste sábado, envolveu um casal e seu bebê. Após o choque, o motorista da picape, Gilson Antônio do Couto, tentou fugir, mas foi interceptado e levado à delegacia de Polícia Civil. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, ele apresentava notáveis sinais de embriaguez. Na delegacia, o empresário foi indiciado por homicídio no trânsito e duas acusações de lesão corporal.

Um vídeo revela os esforços dos socorristas para tentar reanimar a mulher. Apesar de todos os esforços, a vítima não resistiu aos ferimentos. O marido e a bebê foram encaminhados para o Hospital Geral de Palmas para receber tratamento médico. Este é mais um triste episódio que nos faz refletir sobre a importância da segurança no trânsito e das consequências do álcool ao volante.