Operação Paz da Polícia Civil: Principais Suspeitos de Homicídio em Miracema do Tocantins Indiciados

Ap√≥s investigação rigorosa, suspeito tenta oferecer √°libi em vão, e Pol√≠cia Civil segue firme com indiciamento pela pr√°tica do homic√≠dio.

Foto: SSP/TO

Foto: SSP/TO

A Pol√≠cia Civil, como parte da Operação Paz, continuou seu trabalho incans√°vel no combate à criminalidade, desta vez na cidade de Miracema do Tocantins. O foco da investigação recaiu sobre um indiv√≠duo suspeito de ser o autor de um homic√≠dio ocorrido em fevereiro deste ano. Mesmo tentando apresentar um √°libi, as evid√™ncias e a investigação minuciosa não permitiram que escapasse do indiciamento.

O delegado-regional, Bruno Baeza, enfatizou que a equipe da 5¬™ Delegacia Regional de Para√≠so, atuando na cidade de Miracema, concentrou esforços nos inquéritos que envolviam crimes contra a vida. Durante a operação, os policiais analisaram um homic√≠dio e uma tentativa de homic√≠dio ocorridos no mesmo dia, ambos envolvendo v√≠timas de 22 anos.

Ao investigar o caso, a Pol√≠cia Civil identificou um suspeito, mas inicialmente não dispunha de provas suficientes para o indiciamento. A atuação precisa da Pol√≠cia Cient√≠fica foi vital, coletando vest√≠gios cruciais, incluindo munições e um projétil encontrado no local do crime.

Após prosseguir com as investigações, constatou-se que o suspeito possu√≠a antecedentes criminais, incluindo um caso em que foi preso pelo porte ilegal de arma de fogo. O calibre da arma apreendida era compat√≠vel com o projétil encontrado no local do homic√≠dio, corroborando com a relação entre a arma e o crime.

Com novos indícios, testemunhas foram ouvidas e o suspeito interrogado. Embora tenha apresentado um álibi alegando estar em uma festa no dia do crime, os trabalhos da equipe investigativa contestaram a veracidade do mesmo.

O indiv√≠duo foi indiciado pela pr√°tica de homic√≠dio qualificado, podendo enfrentar uma pena de reclusão de 6 a 30 anos. Atualmente preso, a Pol√≠cia Judici√°ria solicitou nova prisão para evitar riscos à ordem p√ļblica e à segurança das pessoas, considerando seu envolvimento em diversos outros crimes.

A ação faz parte da Operação Paz, coordenada pela Secretaria Nacional de Segurança P√ļblica (Senasp) do Ministério da Justiça e Segurança P√ļblica (MJSP), que visa enfrentar organizações criminosas em todo o pa√≠s. Diversos estados, incluindo o Tocantins, estão ativamente engajados nessa iniciativa.

A Pol√≠cia Civil, comprometida com a segurança e justiça, reforça sua atuação para manter a ordem e responsabilizar os culpados por crimes graves como homic√≠dio.