Tocantins

35 Anos de Tocantins: A História de Lutas e Avanços da Polícia Militar

Do nascimento do Estado à evolução da PMTO, uma jornada de dedicação à segurança.

Por Redação

05/10/2023 às 07:00:00 - Atualizado há
Foto: PM/TO

Meus amigos de Tocantins, este é um momento para celebrar! O Tocantins está completando 35 anos de existência, e ao seu lado, uma instituição que desempenhou um papel fundamental em sua história: a Polícia Militar do Tocantins (PMTO).

Essas duas histórias estão intrinsecamente ligadas, como um casal que atravessa décadas juntas, compartilhando desafios e conquistas. Em 5 de outubro de 1988, o Estado do Tocantins nasceu pela caneta da Constituição. E no primeiro dia de 1989, o Governador José Wilson Siqueira Campos tomou uma decisão que moldaria o futuro da segurança neste novo estado: a inserção da Polícia Militar no organograma geral.

Foto: PM/TO

Mas, para entender verdadeiramente essa história, precisamos olhar para trás, para os tempos em que a luta pela criação do Tocantins começou. Desde os dias do império, a ideia de separar o norte goiano para criar a Província da Boa Vista do Tocantins já pairava no ar. No entanto, foi apenas em 1988 que a constituição consolidou o desmembramento de Goiás, dando à luz o Tocantins.

A PMTO foi formada com um grupo inicial de 1.137 policiais, que já atuavam na região. E em 9 de novembro de 1989, a instituição formou sua primeira turma de 122 policiais militares, um marco para seus primórdios.

Foto: PM/TO

Em todos esses 35 anos, a PMTO enfrentou desafios monumentais. No início, seus policiais, vindos de Goiás, não tinham uma estrutura completa. Mas eles eram guerreiros, e a missão era clara: mostrar aos moradores do Tocantins que a segurança pública era confiável.

O crescimento é notável. De uma sede inicial na cidade de Miracema do Tocantins, em 1989, a PMTO agora opera a partir de uma estrutura impressionante em Palmas. E em 2023, 958 novos soldados ingressaram na instituição, uma geração que não enfrentará as mesmas dificuldades que os pioneiros, mas compartilhará a mesma missão: preservar a ordem no território tocantinense.

Foto: PM/TO

Entre esses pioneiros, estava o Coronel PM Francisco Osvaldo Mendes Mota, o primeiro Comandante-Geral da PM do Tocantins. Ele liderou a instituição de 1º de janeiro a 4 de julho de 1989. Seus relatos são testemunhos de coragem, onde os uniformes eram escassos e as dificuldades eram muitas. Mas, acima de tudo, havia uma determinação inabalável.

Hoje, a PMTO é um modelo para o Brasil, graças à perseverança desses pioneiros. A instituição possui uma estrutura completa e policiais altamente capacitados. Os tempos mudaram, e os policiais de hoje dispõem de recursos modernos, mas a missão permanece inalterada: manter a segurança e a paz nos 139 municípios do Tocantins.

Foto: PM/TO

O Coronel Francisco Mota, hoje na reserva, olha para trás com orgulho, e o Soldado Carlos Eduardo Ferreira da Silva, que ingressou na PMTO em 2023, olha para o futuro com determinação. Ambos têm histórias para contar sobre a PMTO, histórias de sacrifício e dedicação.

Hoje, o Tocantins é um lugar maravilhoso para se viver, e isso se deve em grande parte ao brilhante trabalho dos homens e mulheres da PMTO. Esta instituição é uma parte essencial da história de Tocantins, e juntos, eles continuarão trilhando o caminho do progresso e da segurança.

Foto: PM/TO

Parabéns, Tocantins, pelos seus 35 anos de história! Que esta jornada de sucesso e crescimento continue, sempre focada na segurança e bem-estar de sua gente.

Comunicar erro
GG Noticias

© 2024 GG Noticias - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

GG Noticias
Acompanhantes em GoianiaUniversitarias CLub