Espaço Saúde do TJTO realiza atendimentos com Práticas Integrativas Complementares nas Comarcas de Alvorada, Formoso do Araguaia, Figueirópolis e Araguaçu

Por GG Noticias em 15/06/2022 às 07:00:00

Espaço Saúde do TJTO realiza atendimentos com Práticas Integrativas Complementares nas Comarcas de Alvorada, Formoso do Araguaia, Figueirópolis e Araguaçu. (Foto: divulgação)

Com foco em ações voltadas a promoção da qualidade de vida no trabalho, buscando favorecer o bem estar físico e mental dos servidores e magistrados do judiciário tocantinense, as fisioterapeutas do Espaço Saúde do Tribunal de Justiça (TJTO), Sandra Carvalho, Hozana Lemos, Hájussa Garcia e Nadja Laise, realizaram, na ultima semana, atendimentos com Práticas Integrativas Complementares aos servidores das comarcas de Alvorada (6 e 7/6), Formoso do Araguaia (8/6), Figueirópolis (9/6), Araguaçu (10/06). Ao todo, foram atendidos 53 servidores e magistrados.

A iniciativa tem o intuito de estender a assistência com Práticas Integrativas Complementares que ocorre em Palmas para as demais comarcas do Poder Judiciario do Tocantins, prevenindo doenças ocupacionais, que podem vir a reduzir a capacidade produtiva dos servidores. As práticas integrativas contribuem com a visão ampliada do processo saúde/doença e da promoção do cuidado humano, especialmente do autocuidado.

As fisioterapeutas realizaram atendimentos nos servidores e magistrados que apresentaram queixas relacionadas a dores físicas e psicossomáticas, por meio das técnicas de Aromaterapia terapêutica e meditação guiada, Auriculoterapia voltada para questões emocionais e físicas, Acupuntura na Inteligência Emocional, Reflexologia podal no tratamento da ansiedade e estresse, Exercícios oculares (para prevenção de agravos e adoecimento da visão), Projeto Calmamente (Mindfulness, Qi Gosg e Auto reflexologia podal).

A fisioterapeuta Sandra Carvalho explica que "as terapias aplicadas contribuem para o restabelecimento do equilíbrio energético do corpo, facilitando a circulação de energia, desencadeando efeitos analgésicos e anti-inflamatórios, o que proporciona também o bem estar físico e mental dos envolvidos.".

Nos atendimentos com Práticas Integrativas Complementares o indivíduo é visto como um todo, considerando-o em seus vários aspectos: físico, psíquico, emocional e social, minimizando o impacto das desordens psiquicas, mentais e físicas na saúde dos magistrados e servidores e, consequentemente, diminuindo os afastamentos das atividades laborais.

Comunicar erro

Comentários

Anuncie