Operação Ornamentum: PC-TO prende um dos assaltantes que roubou R$ 20 mil em joias de um salão de beleza em Palmas

Duas mulheres foram presas em flagrante por receptação e joias foram recuperadas

Por REDAÇÃO GG em 01/08/2022 às 08:46:15

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por meio da 4º Delegacia de Polícia, deflagrou na manhã desta segunda feira, 1°, a Operação Ornamentum (joia em latim), que teve como objetivo capturar um dos responsáveis por invadir um salão de beleza na região Sul de Palmas, no dia 31 de março deste ano, roubar telefones celulares de clientes e funcionários e aproximadamente R$ 20 mil em joias. Ao cumprir os mandados de busca e apreensão, a Polícia prendeu o principal suspeito e localizou as joias roubadas de posse de duas mulheres também presas em flagrante por receptação.

Conforme apontaram as investigações, na ocasião do crime, dois homens armados chegaram até o salão, um deles sacou uma arma de fogo e anunciou o assalto. Em seguida, os marginais obrigaram clientes e funcionários a irem até o fundo do estabelecimento comercial para que fosse iniciada a subtração de pertences pessoais, principalmente dinheiro e aparelhos celulares.

O delegado Eduardo Menezes, coordenador da operação, destaca que com base nos elementos colhidos durante a investigação e tendo em vista que houve a subtração dos bens das vítimas, ficou claro que os criminosos tinham um objetivo preestabelecido: roubar o malote de uma vendedora de joias que, sem qualquer vínculo empregatício com o salão de beleza, dirigia-se, aos finais de semana, ao estabelecimento comercial para realizar a venda de seus produtos, aproveitando-se da maior circulação pessoas.

Outro fato que chamou atenção da autoridade policial na investigação foi o engenhoso modo de fuga. "Segundo pessoas que acompanharam a evasão dos marginais, metros à frente eles entregaram todo o acervo de bens subtraídos a outros dois homens, que se evadiram em rotas distintas. Trata-se, por óbvio, de uma estratégia utilizada para dificultar a coleta de provas em desfavor dos assaltantes. Em havendo uma perseguição policial, por exemplo, o não portar de qualquer objeto fruto do atentado patrimonial seria, certamente, um argumento de defesa importante a ser utilizado no momento da abordagem", destacou o delegado Eduardo.

Além do mandado de prisão temporária cumprido contra o assaltante, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão na cidade de Palmas. Um na residência da companheira do investigado e outro na casa de uma manicure que trabalha no salão de beleza, suspeita de ser a encarregada de coletar informações acerca da rotina de funcionamento do estabelecimento e repassá-las aos criminosos. "Como já imaginávamos, encontramos as joias tanto na casa da manicure quanto com a esposa do suspeito, e que segundo ela teria ganhado de presente dele. As duas foram presas em flagrante", informou.

O suspeito será encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas e as duas mulheres para a unidade prisional feminina, onde permanecerão à disposição do Judiciário.


FONTE: DICOM TO

Comunicar erro

Comentários

Anuncie