Tocantins Saúde

Governo do Tocantins assegura tratamento de excelência para crianças com cardiopatia congênita

Investimento de quase R$ 6 milhões entre 2023 e 2024 garante cuidados especializados e cirurgias no Hospital de Araguaína.

Por Redação

13/06/2024 às 00:44:09 - Atualizado há
Foto: Nielcem Fernandes

No Dia de Conscientização da Cardiopatia Congênita, o Governo do Tocantins reforça seu compromisso com a qualidade de vida das crianças tocantinenses diagnosticadas com essa condição, investindo quase R$ 6 milhões entre 2023 e 2024. Esse valor foi destinado ao Hospital de Araguaína Dr. Eduardo Medrado, única unidade habilitada no estado para realizar procedimentos de correção de cardiopatias congênitas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A cardiopatia congênita, uma anormalidade no coração que se desenvolve nas primeiras semanas de gestação, afeta diversas famílias tocantinenses a cada ano. Em 2024, já foram atendidas 61 crianças somente no primeiro semestre, somando um total de 443 pacientes beneficiados desde o início da parceria.

Foto: Divulgação

Lucinéia Divina Lopes, mãe de João Matias, uma das crianças atendidas, compartilhou sua gratidão: "Foi um processo doloroso, mas hoje ele está aqui conosco, com saúde e bem". Situações como a de João demonstram a importância desses investimentos para garantir acesso rápido e eficaz aos cuidados necessários sem a necessidade de deslocamento para outras regiões.

Carlos Felinto, secretário de Estado da Saúde, enfatizou que esse trabalho é uma prioridade do governador Wanderlei Barbosa, refletindo o compromisso do estado em garantir recursos adequados para a saúde de todos os tocantinenses. A parceria entre a SES-TO e o Hospital Municipal de Araguaína possibilita a execução regular de procedimentos mensais, com nove cirurgias programadas somente para junho de 2024.

Além do tratamento direto, o Dia de Conscientização da Cardiopatia Congênita, celebrado em 12 de junho, destaca a importância de educar a população sobre os sinais, sintomas e cuidados com essa condição desde a infância. Com uma incidência estimada entre 8 e 10 casos a cada 1.000 nascidos vivos, a conscientização pública e o apoio à pesquisa são essenciais para melhorar os cuidados e o suporte às famílias afetadas.

Comunicar erro
GG Noticias

© 2024 GG Noticias - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

GG Noticias
Acompanhantes em GoianiaUniversitarias CLub