Bolsonaro demite presidente da Petrobras. Adriano Pires assume o cargo

Silva e Luna estava há menos de um ano no cargo. No período, gasolina subiu 32,3%

Por Redação em 29/03/2022 às 06:00:00

O presidente Jair Bolsonaro cumprimenta Joaquim Silva e Luna, presidente da Petrobras Foto: Alan Santos / Presidência da Rep.

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro decidiu demitir o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, nesta segunda-feira, em meio à pressão por conta do aumento no preço dos combustíveis e depois de diversas críticas feitas pelo governo e pelo Congresso à estatal.

A troca de comando foi confirmada no início da noite pelo Ministério de Minas e Energia. O economista Adriano Pires, especialista do setor de óleo de gás e com interlocução com políticos em Brasília, irá assumir o cargo, também confimou o MME.

No domingo, o GLOBO mostrou que o centrão (grupo de partidos que apoia o presidente Bolsonaro) já mirava cargos no Ministério da Educação e na Petrobras. Nesta segunda, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, foi exonerado do cargo. Ele é alvo de uma investigação da Polícia Federal e pressionado por lideranças evangélicas.

Silva e Luna foi avisado que seria demitido nesta segunda. Para isso, o governo encaminhará à Petrobras uma lista de nomes para fazerem parte do Conselho de Administração da Petrobras. Dessa lista não constará o nome de Silva e Luna.


Fonte: O Globo

Comunicar erro
UnirG

Comentários

Anuncie