Gurupi Dengue

Empresária e funcionária que aplicava botox em clínica são indiciadas por exercício ilegal da medicina em Palmas

Ambas atuavam em clínica em Taquaralto

Por Redação em 05/05/2022 às 14:55:28

Dona de clínica e funcionária foram presas em Palmas por exercício ilegal da medicina - Foto: RBS TV/Reprodução

Uma empresária, dona de uma clínica de estética, foi indiciada por exercício ilegal da medicina. Ela mantinha um estabelecimento em Taquaralto, região sul de Palmas, onde realizava a aplicação de botox. A Polícia descobriu o crime por meio da funcionária que divulgava, em seu Instagram, as aplicações de toxina botulínica (Botox) que eram realizadas no estabelecimento.

A funcionária também foi indiciada pelo mesmo crime. Isso porque era ela quem realizava os procedimentos nas clientes e não possuía graduação na área médica. Ao ser interrogada a funcionária confirmou que não era graduada ainda para aquela modalidade, mas que em poucos meses concluiria o curso de odontologia, segundo o delegado titular da 2ª Delegacia Especializada de Repressão às Infrações de Menor Potencial Ofensivo, Ibanez Aires.

Segundo a funcionária, a dona da clínica sabia que ela não possuía formação acadêmica compatível com a atividade exercida. A empresária e a funcionária foram indiciadas pelos crimes, respectivamente, de exercício ilegal da medicina, arte dentária ou farmacêutica e exercício ilegal da profissão que prevê pena de detenção máxima de até dois anos.

Via: G1TO

Comunicar erro
UnirG

Comentários

Anuncie