Colombianos vão às urnas em eleição presidencial divisiva

Três candidatos disputam o cargo

Por GG Noticias em 30/05/2022 às 10:00:00

Colombianos vão às urnas em eleição presidencial divisiva. (Foto: divulgação)

Os colombianos foram às urnas neste domingo (29) para escolher um novo presidente entre um ex-rebelde prometendo programas sociais generosos, um candidato de centro-direita alertando contra um modo econômico de esquerda e um magnata empresarial excêntrico.

Gustavo Petro, ex-prefeito esquerdista de Bogotá, membro do grupo guerrilheiro M-19 e atual senador, lidera consistentemente as pesquisas de opinião com cerca de 40% de apoio, 10 pontos abaixo do que precisaria para garantir a presidência sem um segundo turno em junho.

O homem de 62 anos atraiu o apoio de promessas de redistribuir pensões, oferecer universidade pública gratuita e combater a profunda desigualdade.

Seu principal oponente é Federico 'Fico' Gutierrez, ex-prefeito de centro-direita de Medellín, que tem cerca de 25% de apoio.

Gutierrez enfatizou seus próprios planos de renda básica para 5 milhões de famílias e crescimento econômico de 5% ao ano em resposta às acusações de que ele é um sucessor ideológico do impopular presidente Ivan Duque.

Gutierrez, 47, disse que o Petro é uma ameaça à democracia e alertou que os planos econômicos da esquerda, incluindo a proibição de novos projetos de petróleo e gás, arruinarão a economia colombiana.

O terceiro colocado na corrida de seis vias é o magnata da construção e ex-prefeito de Bucaramanga Rodolfo Hernandez, com cerca de 20% de apoio.

Hernandez, que está correndo de forma independente, é conhecido por vídeos extravagantes de mídia social, incluindo ele andando de patinete elétrico, e promessas anticorrupção. O homem de 77 anos está enfrentando uma investigação em andamento sobre se ele interveio em uma licitação para beneficiar uma empresa para a qual seu filho fazia lobby. Ele negou irregularidades.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro

Comentários

Anuncie